quarta-feira, 20 de março de 2019

Viver com pouco # 26 : O que faz a diferença?

Coisas tão simples como...
  1. ter um bom orçamento. Um orçamento que se adapte plenamente às nossas necessidades e nossa realidade. Conseguir isto pode ser uma tarefa árdua, dolorosa e demorada, mas é importante não desistir;
  2. apontar todas as despesas, mesmo aqueles 0.20€ que usamos na farmácia para nos pesarmos;
  3. mas apontar torna-se inútil se não fizermos uma revisão frequente e mensal do total gasto nas diferentes categorias. E para isso nada como ter um mapa de despesas anual, com as somas mensais dos valores gastos por categoria;
  4. pensar duas vezes antes de comprar, ou seja, evitar ao máximo as compras impulsivas.
  5. poupar todos os meses. Aqui nada bate a técnica do pagar-se a si mesmo em primeiro lugar, ou seja, a primeira conta a pagar é a poupança;
  6. ter o mindset certo. Ou seja, o mindset da poupança, o mindset de viver um degrau abaixo das nossas possibilidades, o mindset de gastar menos, do que se ganha;
  7. ter prioridades e objetivos bem definidos e que nos levem a pensar duas vezes antes de gastar dinheiro.
  8. ter um fundo de emergência;
  9. ter uma reserva de oportunidades, que nos ajuda a usar o fundo de emergência nas emergências reais, porque para os achados/excelentes oportnidades e bons negócios recorremos à reserva de oportunidades (quando o valor do mês já acabou e não podemos mesmo perder aquele negócio)
… mas que é sempre bom relembrar!!

domingo, 17 de março de 2019

Viver com pouco # 25: sobre o orçamento particular...




Conheci este conceito neste filme de Youtube brasileiro.
E pelo que percebi consiste em fazer um orçamento pessoal, dentro do orçamento mensal. Ou seja, fazemos um orçamento exclusivo dedicado ao valor que temos para gastar durante o mês.
Dado que gastar bem gasto o dinheiro que tenho para o mês para fazer face às despesas variáveis, de lazer... é o meu calcanhar de Aquiles, nos próximos tempos vou implementá-lo na minha vida.
Andei então a pensar em formas de o tornar prático e útil para mim e ocorreram-me estas:
  1. supondo que tenho 100€ nessa rubrica definir que tenho, por exemplo, 20€ para o lazer/maluquices/valor sem culpa (bolo, gelado, comer fora..); 30€ para degolar a shopping list e, por fim, 50€ que destinava à resolução do meu problema de roupa;
  2. outra forma seria dividir o valor mensal disponível pelo número de semanas e usar apenas esse valor nessa semana (por exemplo, voltando aos 100€, por semana poderia gastar apenas 25€);
  3. mais uma forma possível seria dividir o valor em 50-50, ou seja, nos tais 100€ teria 50€ para roupa e 50€ para o resto.
Ainda não sei que método vou usar (se calhar experimento todos), mas uma coisa já está decidida vou usar o método dos envelopes para aplicar este orçamento e rezar para que de uma vez por toda consiga resolver este "problema". :-)

quinta-feira, 14 de março de 2019

Grande mulher | Danielle Steel


Sinopse:
O crescimento de Victoria Dawson não é uma tarefa fácil. Com pais exageradamente exigentes com a imagem da filha perfeita, Victoria nunca alcança a fasquia por eles imposta. Mas quando chega a segunda filha, Gracie, Victoria fica felicíssima e entretém-se a acarinhar a irmã, que afortunadamente se torna a filha que os pais pretendiam. Entre lutas para perder peso e o esforço de não parecer demasiado inteligente sob pena de não conseguir pretendente, Victoria debate-se com a carreira profissional que deseja seguir contra a vontade dos pais, porém motivada por Gracie que a adora.
Em Nova Iorque, Victoria tem finalmente oportunidade de seguir os seus sonhos e escapar à tirania dos pais. Será que se consegue encontrar a si mesma?

A minha opinião…
Às vezes para pensarmos em temas pesados, mais difíceis, mais incomodativos da nossa sociedade não precisamos de ter um tratado.
Basta um simples romance ficcionado. De fácil leitura, leve, mas que consegue abordar temas atuais e sensíveis e colocar-nos a pensar. Contudo, fiquei um pouco desiludida com o fim. Creio que a história tinha mais para dar.
Este livro é um exemplo disso. E com ele já vamos no 4º livro lido em 2019. :-)

Dou 3 estrelas!!

terça-feira, 12 de março de 2019

Viver com pouco # 24: das prioridades...


Nesta minha dieta financeira cedo percebi que tendo sonhos grandes e recursos pequenos, teria de aprender a estabelecer prioridades financeiras na minha vida.
E admito que não tem sido fácil.
A vida acontece e isso é normal.
Estabelecer prioridades é um processo complicado. Com muitos avanços e recuos.
E tudo porque estabelecer prioridades implica perceber o que é realmente importante para nós. Requer um conhecimento profundo de nós, saber o que queremos, sair da nossa zona de conforto...
Um exemplo disso tem sido a minha luta para conseguir resolver o meu problema de roupa.
Dado que não convém andar nua na rua, esta tem sido uma das minhas prioridades financeiras. :-)
E como vou contando por aqui, volta e meia lá me perco.
Tal como aconteceu a meio de 2018 e o resultado não demorou muito a chegar. Bastou chegar o inverno! :-)
É nestas alturas que, se temos dificuldades em definir as nossas prioridades, a vida encarrega-se de nos mostrar quais são. Porque tal como a etimologia da palavra nos diz que está à frente, a nossa prioridade deve ser algo que colocamos à frente de tudo.
E andar vestida deve ser uma delas!! eheheheh

quinta-feira, 7 de março de 2019

Viver com pouco # 23: Intentional spending...


Em 2019, e seguindo a linha de pensamento do último post, mais do que poupar, o meu foco será gastar bem o meu recurso financeiro.
É certo que é importante ter o hábito de todos os meses pagar a prestação da poupança, mas também é verdade que esse hábito eu sempre tive e nunca foi propriamente um problema para mim. É sempre a primeira coisa que eu faço todos os meses.
Assim sendo e na linha da mudança de mindset, este ano decidi que devia dedicar-me mais a gastar bem o meu tão suado dinheirinho.
Aliás, este sempre foi o meu calcanhar de Aquiles (como já por aqui contei) e este ano tenciono resolvê-lo de uma vez. Ou seja, quero aprender a fazer com que tenha mais dinheiro, do que mês.
Para isso comecei por definir umas quantas estratégias…
  1. estou a estudar sobre orçamento mensal;
  2. ser ainda mais rigorosa no registo diário das minhas despesas;
  3. criei um mapa mensal para fazer os somatórios por categorias e ter uma noção mais clara;
  4. estou a criar um diário financeiro;
  5. tenho feito uma análise rigorosa e dura, semanalmente, dos meus gastos;
  6. tenho evitado ao máximo as compras impulsivas.
Tal já me permitiu perceber alguns erros que tenho de corrigir.