sábado, 9 de novembro de 2019

Considerações orçamentais...



...dos últimos tempos:
 
  1.  Conta diversão - vi este conceito no Instagram e pareceu-me um conceito bastante interessante. Basicamente consiste em, todos os meses, depois das despesas fixas e obrigatórias pagas, depois da poupança paga, definirmos um valor que guardamos num envelope de serve para o que o nome indica: para a diversão. Férias, passeios, jantar fora, etc. Podemos destiná-lo ao lazer mensal ou então vamos juntando o valor e é o valor que temos para gastar nas férias. Estou a pensar se utilizo ou não este conceito no próximo ano..
  2. Reserva de oportunidades - já este conceito reside em termos sempre disponível um valor que servirá para uma compra inesperada (sempre que faça falta!) e que seja uma verdadeira oportunidade de comprar, mas quando o nosso orçamento mensal já foi estoirado. Não é para utilizar todos os meses. É para ser utilizado quando precisamos, por exemplo, de umas calças, elas estão na shopping list, mas nesse mês já não dá para comprar e a nossa marca de eleição resolve fazer uma bela promoção.
  3. dias de 0€ gastos - eu tenho todos os meses um número jeitoso de dias em que não gasto dinheiro. Chamo-lhes os dias de 0€. E perguntaram-me o que é que eu considero como dias de 0€. Pois bem: para mim, estes dias são dias em que não gasto efetivamente nenhum valor. Nada, de nada mesmo. Nem sem quer uma despesa fixa. Tenho a tarefa algo facilitada porque não fumo, não bebo café, não almoço fora, não sustento uma casa, mas defini que iria tentar todos os meses ter, pelo menos, 15 dias sem gastar um cêntimo durante 2019. E acho que a coisa até está a correr bem. :-) Em 2020 a juntar a este desafio terei outro, que a seu tempo falarei… ;-)

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Outubro...


… foi o mês de EXPERIÂNCIAS NOVAS!!

  1. conheci a minha "sobrinha";
  2. fomos passar o fim de semana do 12/13 de outubro a Fátima e foi inesquecível;
  3. fiz 3 dias de trabalho num só dia. Foi um domingo MUITO trabalhoso, mesmo!
  4. fiz a minimaratona;
  5. e muito bem acompanhada, para além da mana, pelo afilhado que veio a Lisboa de propósito;
  6. fiz uma formação;
  7. fui ao cinema;
  8. tive 14 dias de 0€.

Hoje é o Dia Mundial da Poupança!!


E como já vem sendo hábito venho partilhar 5 hábitos de poupança que eu tenho:
  1. usar descontos/cupões: sempre que posso eu compro com recurso a descontos e cupões. No entanto, só os uso que precisar realmente do produto nessa altura, caso contrário dou o cupão;
  2. ter fins-de-semana de sofá: eu ADORO passar o fim-de-semana a rebolar entre o sofá e a cama. Agora que o frio e a chuva se aproximam então são os meus favoritos. Tardes de sofá, com manta nas pernas, chuva lá fora e filmes ou séries na televisão;
  3. estou meses sem entrar num shopping e gastar lá dinheiro então…: prova disso foi que estive quase meses sem comprar roupa, p.e., e não me lembro da última vez que fui ao Colombo, p.e.;
  4. sou bibliodependente: esta já não é nova por aqui. Como sabem eu devoro livros. Leio muito e muito rápido. Ora, todos sabem o preço dos livros e à velocidade com que eu despacho livros, o ordenado não me chegaria. Mas como não quero desistir deste vício saudável, a solução é utilizar a biblioteca pública da minha cidade. Afinal de contas devemos usufruir dos nossos impostos, certo?
  5. jogar no Totoloto: eu não sou a jogadora mais assídua dos jogos de sorte. Normalmente só jogo quando os Jackpots são gigantes (como aconteceu recentemente) e não é todas as vezes. No entanto, se me apetece jogar em algum jogo, arrisco no Totoloto. E a razão é muito simples: regra geral a única coisa que me sai é dinheiro do bolso. Assim é importante que saia o valor mais baixo. Ora, com o valor de uma jogada do Euromilhões, eu aposto duas vezes no Totoloto e ainda me sobra dinheiro.
E vocês que truques usam?

terça-feira, 29 de outubro de 2019

sobre esta mania tão portuguesa de passar a vida a queixar-se...


Sejamos sinceros, eu não tenho nada a ver com a forma como os outros gastam o dinheiro. Cada um sabe de si, Deus sabe de todos.
O que me cansa realmente a beleza é a mania dos queixumes.
É conhecer pessoas que ganham o mesmo valor que eu, têm mais responsabilidades que eu, passam a vida a queixar de falta de dinheiro, mas depois… não levam marmita de almoço, passam a vida no café, vão de carro a todo o lado, todos os anos fazem viagens...
É conhecer pessoas que recebem mais do que eu, não têm qualquer responsabilidade a seu cargo, mas passam a vida a queixar-se que não têm dinheiro…
É conhecer pessoas que passam a vida num queixume permanente, esquecendo-se que, infelizmente, ao nosso lado há sempre alguém pior e que, como tal, deveriam ter mais atenção.
Eu tenho o meu ordenado e as minhas responsabilidades (algumas bem altas), ganho pouco, levo o mês a fazer contas e opções, mas raramente me veêm a queixar-me. Faço o melhor que posso e sei, porque ao meu lado há sempre alguém pior que eu, infelizmente. E eu não me posso esquecer disso, como tal não tenho direito de me queixar.

domingo, 27 de outubro de 2019

Olá! Olá!

 
Estamos vivos e estamos de volta!!!
Depois de mais de dois meses de muito, muito trabalho, de muita vida vivida, mas igualmente de muitas saudades, vamos ressuscitar este espaço. Já atualizei as avaliações mensais em falta. :-D :-D
 
Nos últimos tempos, a vida ultrapassou-me completamente. O trabalho foi um abuso de quantidade (ainda continua algo descontrolado, mas esta semana deverá ficar regularizado!), as férias foram mínimas (vem depressa dezembro!), os hobbies ficaram de parte, os dias foram muito intensos e cheios e as novidades muitas...
 
Fui acompanhando como pude os vossos cantinhos pelo telemóvel, mas sem conseguir comentar. :-(
 
Agora que o trabalho vai abrandar (assim o espero!), conto ter mais tempo para cá vir partilhar as minhas asneiras e para vos visitar.
 
Novembro está à porta, o que significa que a minha altura do ano favorita está a chegar. E com ela vem o fim de ano.
Para mim, este ano, as férias grandes serão em Dezembro.
Será a altura de parar e respirar.
Será a altura para alinhar os chakras.
2020 será um verdadeiro regresso para mim.