segunda-feira, 30 de novembro de 2020

Em Novembro...

 


  • regressei ao horário desfasado;
  • perdemos a conta às ruturas na rede de água da nossa rua. Nem vos digo o transtorno que foi;
  • as prendas de Natal estão despachadas;
  • Comemorou-se o Halloween em casa como se quer;
  • Regressámos ao Estado de Emergência e ao confinamento (muito obrigada aos portugueses mega responsáveis. Está tudo farto disto, mas cumprir as regras que podem acabar com isto está quieto!);
  • dediquei-me ao destralhe e arrumações;
  • Foi mês de subsídio de Natal;
  • Comecei a preparar 2021;
  • Houve folga extra por causa do feriado municipal;
  • Tive 21 dias de 0€.
Foi um mês muito caseiro...

sexta-feira, 27 de novembro de 2020

Crie alegria no seu trabalho | Marie Kondo


 

Sinopse:

A autora do bestseller mundial Arrume a Sua CasaArrume a Sua Vida junta-se a um psicólogo das organizações para lhe revelar um método infalível de organizar o seu ambiente de trabalho e lhe trazer prosperidade, realização pessoal e alegria.

O local de trabalho é um verdadeiro íman de desarrumação: desde a mesa atafulhada de material desnecessário e pilhas de papel, até aos ecrãs cheios de pastas inúteis e atalhos que não vão dar a lado nenhum… para não falar desse quarto dos arrumos caótico que é a caixa de e-mail! Se acrescentarmos a isso a desarrumação mental que advém de tarefas sem sentido e reuniões sem propósito, não é de admirar que cheguemos ao fim (ou ao meio!) do dia de trabalho sem um pingo de energia.

Porque é assim? Será uma utopia pensar que o ambiente de trabalho pode ser uma fonte de alegria?

Marie Kondo, a guru da arrumação de renome mundial, junta-se ao catedrático de Gestão e Comportamento Organizacional Scott Sonenshein para lhe mostrar como fazer dessa utopia uma realidade. Partilhando histórias, casos de estudo e estratégias simples e práticas, ensinam como qualquer um pode eliminar aquilo que está a mais e criar espaço para um trabalho que realmente importa.

Recorrendo ao famoso Método KonMari, de eficácia testada em dezenas de milhões de lares em todo o mundo, e à mais recente investigação científica, Crie Alegria no Seu Trabalho vai ajudá-lo a ultrapassar os desafios da desorganização no local de trabalho e a desfrutar da alegria e da prosperidade que resultam de ter uma mesa - e uma mente! - limpas e organizadas.


A minha opinião...

Desde que li pela primeira vez o livro Arrume a sua casa, arrume a sua vida, que este livro se tornou numa Bíblia da arrumação e organização para mim. 

Ao longo dos últimos anos tenho implementado o método KonMarie na minha vida e ao nível da arrumação tenho notado uma grande evolução. Tenho hoje menos coisas. As coisas que me dão verdadeira alegria. 

Por isso, quando durante as férias vi na montra de uma livraria o novo livro da autora não hesitei e comprei-o logo. Ainda durante as férias devorei-o em 2 dias e quando regressei ao trabalho tratei de implementar as sugestões dela. 

Não que fosse muito acumuladora, mas mesmo assim vi notórias diferenças na minha secretária. Entretanto, já o reli mais duas vezes e aprendi sempre alguma coisa nova para implementar.

Dou 5 estrelas!!

Recomendo mesmo muito!!

terça-feira, 24 de novembro de 2020

diário financeiro # 2: Você está aqui!


 

Sabem quando olham para um mapa à procura de direções e encontram sempre um sinal que diz: Você está aqui!?

Pois bem foi numa situação destas que tive uma epifania financeira: e se nós víssemos a vida como um mapa cheio de hipóteses (caminhos) para chegar ao nosso destino (objetivos financeiros)?

Assim seguindo esta lógica um dos primeiros passos que temos de dar é reconhecer onde estamos.

E este foi o primeiro exercício que fiz: uma avaliação profunda de como está a minha vida financeira, quais são as minhas despesas atuais, as minhas necessidades, como vai o meu desperdício, como vai poupança, como é atualmente o meu lifestyle...

Isto levou-me a refletir sobre o que eu  havia idealizado, o que consegui e o que eu quero para o meu futuro.

E um truque que eu usei foi colocar tudo no papel. Assim torna a coisa mais realista.

Outra coisa que eu fiz foi permitir dar-me tempo. Tempo para parar, tempo para refletir, tempo para aceitar, tempo para experimentar, tempo para mudar... E está tudo bem levar o meu tempo. É normal.

Tudo tem o seu tempo para acontecer. Da mesma forma que está tudo bem mudar. Avançar e retroceder. É normal. Significa que evoluímos. Que aprendemos. Que crescemos.

E tem sido assim que tenho vindo a criar o primeiro capítulo do meu diário financeiro. Inteiramente dedicado à avaliação da minha vida. 

Não é nada definitivo. Está sempre em atualização. Por isso anda sempre comigo. :-)



sexta-feira, 13 de novembro de 2020

A praia das pétalas de rosa | Dorothy Koomson


 

Sinopse:

Todas as histórias de amor sofrem reviravoltas.

Depois de quinze anos de um grande amor e um casamento perfeito, Scott, marido de Tamia, é acusado de algo impensável.

De repente, tudo aquilo em que Tamia acreditava - amizade, família, amor e intimidade - parece não ter qualquer valor. Ela não sabe em quem confiar, nem sonha o que o futuro lhe reserva.

Então, uma estranha chega à cidade, para lançar pétalas de rosas ao mar, em memória de alguém muito querido e há muito perdido. Esta mulher transporta consigo verdades chocantes que transformarão as vidas de todos, incluindo Tamia que será obrigada a fazer a mais dolorosa das escolhas…

O que estaria disposta a fazer para salvar a sua família?


A minha opinião...

Eu tenho uma relação de amor-ódio com esta autora. Se por um lado adoro os seus livros, porque são muito reais, por outro odeio porque a grande maioria das vezes são histórias com uma grande carga dramática.

Como já aqui referi que uso a leitura como forma de aprendizagem e lazer. Para mim ler é esquecer por momentos os problemas da vida. Ora livros com uma grande carga dramática têm muitas vezes o condão de me pôr a pensar ainda mais nos problemas. Daí eu preferir aventura, ação, romance, comédia.

Mas ao mesmo tempo considero estes livros úteis para nos fazerem descer à terra.

E vocês gostam deste tipo de livros?

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

És capaz de guardar um segredo? | Sophie Kinsella


 

Sinopse:

"Emma é uma rapariga como outra qualquer.
Tem os seus pequenos segredos...

Emma esconde;

Da mãe:
- "Perdi a virgindade no quarto de hóspedes, com o Danny Nussbaum, enquanto a minha mãe e o meu pai estavam no andar de baixo a ver o Ben Hur."

Do namorado: - "Peso 59 quilos em vez de 53, como pensa o meu namorado."

Das Colegas:
- "Fui eu quem encravou a fotocopiadora, naquele dia. E em todos os outros também.";

Segredos que não partilha com mais ninguém neste mundo...
- "As cuecas de fio dental magoam-me";
- "Falsifiquei a nota de matemática no meu CV"

... até ao dia em que os confessa tudo a um estranho num avião. Pelo menos, pensava que era um estranho...!"


A minha opinião...

Acompanhar as aventuras da Emma é simplesmente hilariante! 

Tudo acontece àquela rapariga. Até parece bruxedo! :-) :-)

Livro de leitura fácil e simples foi uma das minhas companhias nas férias de verão.

Dou 3 estrelas!!


segunda-feira, 9 de novembro de 2020

Sete guardanapos | Zara Raheem


 

Sinopse:

Leila adora os pais mas sente uma dificuldade crescente em aceitar as exigências deles. Embora vivam nos Estados Unidos, os seus pais mantêm-se fiéis aos costumes da sua Índia natal. E ambos consideram que já foram demasiado modernos com a filha… agora que Leila fez 26 anos, não querem que ela se arrisque a ficar para tia.

Leila, por seu lado, sonha em encontrar o tal e tem uma criteriosa lista de atributos e qualidades que o namorado perfeito terá de possuir. Não está disposta a ficar com qualquer um!
O problema é que os pais lhe fizeram um ultimato: Leila tem 3 meses (apenas!) para encontrar o amor, senão terá mesmo de se submeter a um casamento arranjado…

No seu desespero, ela vai tentar de tudo: deste o speed dating (valha-nos Deus!) aos encontros às cegas (só podia estar cega, mesmo!), sempre em vão… Mas o tempo escasseia! Terá ela expectativas demasiado altas? O que será de si se o homem perfeito não aparecer?

Ao longo do seu inspirador (e hilariante!) percurso, repleto de momentos constrangedores, aventuras para esquecer e dissabores, Leila vai descobrir muito sobre si mesma, sobre o amor, e sobre as coisas pelas quais vale mesmo a pena lutar…


A minha opinião...

Se querem rir e descontrair da rotina do dia-a-dia e esquecer por um bocado os problemas, este é um excelente livro. 

As aventuras da personagem principal são simplesmente desconcertantes e, muitas vezes, inacreditáveis, mas encerram na sua essência uma lição de vida muito importante.

Aconselho a sua leitura!!


sábado, 7 de novembro de 2020

A rapariga nova | Daniel Silva


 Sinopse:

Ora a vês, ora não a vês.
A rapariga nova, um thriller novo em que o engano, a traição e a vingança andam de mão dada.

Num elitista colégio particular suíço, o mistério rodeia a identidade de uma rapariga de cabelo preto que chega todas as manhãs acompanhada por uma escolta digna de um chefe de Estado. Na verdade, o seu pai é Khalid bin Mohammed, o difamado príncipe herdeiro da Arábia Saudita. E, quando a sua única filha é sequestrada, recorre ao único homem capaz de a encontrar antes que seja tarde demais.

O que está feito, não pode ser desfeito…

Gabriel Allon, o lendário chefe dos serviços secretos israelitas considera Khalid um colaborador valioso, mas do qual não se fia, na guerra contra o terror. O príncipe comprometeu-se a quebrar o vínculo estreito que une a Arábia Saudita com o Islamismo radical. Juntos vão arquitetar uma aliança precária numa guerra secreta pelo controlo do Médio Oriente. Ambos os homens têm numerosos inimigos. E ambos têm tudo a perder. Do autor mais vendido do The New York Times, chega-nos um magnífico thriller novo de engano, traição e vingança.

A minha opinião...

Mais um livro de Daniel Silva. Mais uma aventura de Gabriel Allon. Mais uma história cheia de aventura e ação. 

Eu, simplesmente, adoro os livros deste autor. Sempre inovador, mas sempre atual. O problema do Médio Oriente está na base desta história que nos leva a viajar a países tão diferentes como a Suíça ou Arabia Saudita. Numa narrativa rápida e sem grandes rodeios, muitas vezes a crueldade das descrições surpreende-nos, mas ao mesmo mantém-nos interessados e atentos à história

Dou 4 estrelas!!!

segunda-feira, 2 de novembro de 2020

Adaptações em curso...


 Voltei ao horário de trabalho desfasado. :-(

Obrigada COVID-19! Obrigada pessoas que teimam em não cumprir as indicações para travar esta pandemia!

Assim sendo, temos uma nova realidade laboral. E não podia vir na pior altura. O trabalho vai disparar e trabalhar de forma presencial e em equipa era mais importante que nunca. 

Mas quando temos milhares de pessoas que se juntam para ver ondas, quando há uma proibição de ajuntamentos superiores a 5 pessoas, não podemos esperar milagres. Não podemos esperar que esta pandemia saia da nossa vida tão cedo. Não podemos esperar que não voltemos ao confinamento.

Assim, tive de me readaptar a esta nova rotina. Mas confesso que está a ser mais difícil do que da outra vez. :-(

Na primeira semana com este horário pouco ou nada consegui trabalhar em casa. Sempre que me sentava para trabalhar sentia-me ansiosa, assoberbada com o que tinha de fazer. Não me conseguia concentrar.

Com o início da segunda semana percebi que não podia continuar assim. 

Então revi conceitos, vi vídeos do Youtube, li artigos e hoje sentei-me para me reorganizar e preparar o que aí vem. Afinal de contas, não há previsão para fim desta situação e o trabalho acumula-se.

Então o que fiz?

Permiti-me um tempo para assimilar e aceitar esta situação.

Comecei por dar um bom destralhe nos papéis que tinha no trabalho, limpei a secretária a fundo e reorganizei o que lá tinha.

Depois dei também um bom destralhe nos papéis que tinha em casa.

Criei um arquivo de trabalho para manter no gabinete e outro igual para ter em casa, para me auxiliar enquanto esta situação se mantiver.

Reorganizei a minha agenda e listas.

O objectivo final é só trabalhar quando estiver ao serviço. Vamos ver se consigo...