sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

Em Janeiro...


  • Comemorei o dia de Reis;
  • Tive o aniversário dos pais e depois de um belo almoço houve passeio;
  • Visitámos o Cristo Rei;
  • Gozei a segunda parte das férias de 2019;
  • Tive um almoço de Natal do trabalho, muito animado;
  • Atribuíram-me novas tarefas e funções;
  • Tive 14 dias sem gastar um único cêntimo.
Foi um bom mês!

quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

Metas 2020


Se bem se lembram em 2018 optei por não definir metas no início do ano. Mas não correu bem
Em 2019 defini metas e um conjunto de tarefas para garantir que as cumpria, logo no início do ano. Não correu melhor…
O volume de trabalho foi de tal ordem que, sinceramente, a partir de certa altura já só me preocupava em sobreviver ao trabalho.
Em 2020 decidi adotar uma estratégia nova…
Este ano comecei por dividir a minha vida, essencialmente, em quatro áreas: Me, myself and I, FinançasWork e Crafts.
Depois defini um, apenas UM, objetivo para atingir em cada uma dessas áreas.
Li ou ouvi em qualquer lado que se nos dedicarmos a um objetivo de cada vez, a taxa de sucesso aumenta estrondosamente.
Em 2020 decidi testar esta estratégia.
Assim sendo, em 2020 proponho-me a...
  • Me, myself and I: comprar, pelo menos 50% do novo closet, dando um bom andamento a este objetivo de vida;
  • Finanças: juntar metade do valor do meu Fundo de Emergências;
  • Work: atingir o próximo nível na minha carreira;
  • Crafts: terminar um UFO's.
E vocês que técnica usaram para definir as vossas metas?

segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

Orçamento 2020


As festas já lá vão, o dia 17 de Janeiro também (dizem que este é o dia oficial em que desistimos das nossas resoluções para o ano!), Janeiro está quase no fim e ainda não tinha partilhado por aqui, o meu orçamento para este ano.
2020 promete ser um ano mais calmo financeiramente. Arriscaria a dizer que promete, mesmo, ser um bom ano financeiro.
Tal deve-se muito ao fim de uma dor de cabeça (em março), que muitos cabelos brancos me trouxe e que muito impactou a minha vida financeira nos últimos tempos. Com o fim dela perspetiva-se toda uma nova vida financeira. :-)
A intenção para este ano é continuar a gerir o meu dinheiro com o sistema 50-30-20. Acho que funciona muito bem para mim.
No entanto, devido a uma maior disponibilidade de recursos, com o fim da dor de cabeça, tenciono fazer algumas alterações:
  • 50% passam a ser dedicados à poupança, e não a percentagem disponível para os gastos fixos;
  • 30% fica para o dinheiro do mês, aquele que eu tenho para gastar em lazer;
  • 20% fica para as despesas fixas.
A ver vamos se consigo implementar estas percentagens.
Depois vou continuar a utilizar os sistema de envelopes para as despesas anuais e para o que chamo de poupanças anuais.
Eu gostava muito de começar a poupar para fazer férias, a sério. Ir conhecer novos sítios, visitar o nosso país…
Quero começar um envelope para a Feira do Livro, também gostava de começar um para a FIA e um com o Fundo de Oportunidades.
 Mas isto são tudo ideias, só mesmo quando acabar a dor de cabeça de estipular o novo orçamento poderei ver se consigo ou não concretizar estas ideias.
E não vamos esquecer do objetivo principal de 2020, certo?
Seja como for estipulei igualmente um valor para o ano e devo confessar que é um desafio e tanto para mim. Mas eu também gosto de desafios!!
E vocês? Já planejaram o vosso ano financeiro?

sábado, 25 de janeiro de 2020

Parar e respirar...


Às vezes é importante apenas parar e respirar.
2019 foi um ano de muito, muito trabalho. De muitos desafios, de muita aprendizagem...
Mas foi um ano muito feliz!
O início de 2020 tem sido, por isso, de tempo parar e respirar.
De aproveitar os dias de férias que não foram gozados o ano passado. De recarregar baterias. De preparar o novo ano, que promete ser igualmente de muito trabalho, mas um pouco mais calmo.
Janeiro foi mês de ABRANDAR…
E por aí como correu Janeiro?

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Uma casa no campo | Elizabeth Adler


Sinopse:
Issy, de quinze anos, e a mãe, recentemente divorciada, lutam por encontrar o seu caminho e o seu lugar na vida, sozinhas e em conjunto. Aos trinta e oito anos, com pouco dinheiro e a braços com todas as responsabilidades, Caroline tenta reconciliar-se com a nova situação em que se encontra. Ao decidir deixar para trás a desafogada vida que levava em Singapura (bem como o seu infiel marido e a amante de longa data), acaba a viver no pub de uma aldeia inglesa, trabalhando como chef para ganhar a vida, conhecendo as pessoas mais pitorescas da zona e fazendo amigos. Porém, Issy adora o pai e secretamente culpa a mãe pela reviravolta operada na sua vida.
Ao mesmo tempo que o sonho de Caroline de converter um velho celeiro num restaurante começa a tomar forma, a sua oportunidade de ser feliz é posta em causa por rumores de vingança e homicídio. Quando Issy, a meio caminho entre a adolescência e a idade adulta, começa a fazer algumas escolhas arriscadas, a situação complica-se ainda mais.

A minha opinião…
Este é o livro que menos gostei desta autora e já li uns quantos!
Achei que a história do livro se desenrola de uma forma muito lenta e sem grande história. Ao contrário do que costuma acontecer quando leio livros desta autora, não consegui "viver" as aventuras das personagens. Tive inclusive muita dificuldade em imaginar os cenários descritos pela autora. Coisa que costuma acontecer com relativa facilidade nos livros dela.

Não gostei! Não recomendo!

segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Ritual de amor | Nora Roberts


Sinopse:
Para Fox, Caleb e Gage o número sete representa tragédia. Há muitos anos, um ritual inocente entre eles libertou um mal antigo na sua terra natal. Como resultado, sete dias de loucura repetem-se a cada sete anos. Agora, já homens, sentem esse mal a regressar.
Visões de morte e destruição atormentam-nos. Mas este ano, três mulheres juntaram-se à batalha: Layla, Quinn e Cybil. Será que também elas estão ligadas a essa maldição?

Desde criança que Fox tem a capacidade de ler outras mentes, um talento que partilha com Layla. E para combater a escuridão que ameaça a cidade, Fox precisa de ganhar a confiança de Layla. Infelizmente ela não consegue aceitar esse misterioso talento e a nova intimidade com Fox apavora-a. É que Layla sabe que quando abrir a sua mente não terá qualquer defesa perante o desejo que ameaça consumi-los a ambos…

A minha opinião…
Este é mais um livro bem ao estilo que Nora Roberts nos habituou.
Romance, intriga, aventura… tudo misturado com mística resulta num livro, que nos prende da primeira à última página.
Neste livro, em particular, acompanhamos a história de Fox e Layla. Isto porque, já no fim percebi que este livro faz parte de uma trilogia. Outra característica muito própria desta autora: publica muito em trilogias.
E aqui entra uma dificuldade para quem, como eu, recorre à biblioteca: a trilogia pode não estar disponível por completo. Há que esperar e ver se a biblioteca a consegue completar.
É certo que fica uma curiosidade por matar, mas não é imprescindível para a compreensão da história. Cada volume da trilogia vale por si só.

domingo, 5 de janeiro de 2020

New year, new me...


2020 será um ano diferente e eu vou certificar-me disso.
Como já disse defini que uma das palavras para este ano seria "EU". Tenciono aprender a colocar-me em primeiro. A ser mais amiga de mim própria. A dedicar-me mais a mim, aos meus objetivos e metas. A tornar-me uma prioridade para mim própria.
E porque é importante colocar em prática uma decisão assim que a tomamos, eu comecei logo no final de 2019 a tomar providências e ações práticas.
Comecei pela minha imagem (porque o interior já há alguns anos a esta parte que anda a ser trabalhado!). Estou muito cansada de tantos avanços e retrocessos. De ter sempre e efetivamente pouca roupa, de passar os dias a arranjar estratégias para garantir que tenho roupa para a semana toda (no inverno então.. é de loucos!), de olhar para o que tenho e ficar logo cansada.
Mas como não sou de desistir, em conjunto com a minha consultora de imagem, decidimos que em tempos difíceis pedem medidas drásticas.
Assim nasceu a ideia de criar um roupeiro do zero. Ou seja, vou começar um roupeiro como se tivesse ficado sem uma única peça, por causa de uma inundação ou incêndio. Sem nada, mesmo!
 
Estabeleci três premissas para o novo roupeiro: qualidade, quantidade e variedade.
 
E como tenho feito?
1º passo: destralhei tudo o que tenho, fiquei com cerca de uma dúzia de peças de inverno, para me aguentar até ao novo closet.
Uma coisa que fiz foi esconder as cruzetas vazias. Eu tenho uma necessidade real de roupa, mas um orçamento apertado e ver permanentemente as cruzetas vazias causa-me muito stress.
2º passo: reorganizei o orçamento, reduzi ainda mais as despesas fixas e variáveis de forma a garantir o máximo valor disponível para comprar roupa.
Com esta decisão e este processo pretendo igualmente por em ordem as minhas finanças. Eu já percebi que faço uma gestão do meu dinheiro mais eficaz, quando estou com os calcanhares apertados e com a limpa que fiz no roupeiro, fiquei com eles bem apertados (tenho pancadas bem fortes… ;-)
3º passo: fiz uma shopping list enxuta, real e concretizável.
Basicamente coloquei nela peças que quero e preciso comprar, sem atribuir quantidades. E, para já, vou concentrar-me na roupa de primavera/verão.
4º passo: tenho viajado muito pela net em busca de inspiração, em blogues, no Instagram, no Pinterest, na rua, em revistas.
5º passo: quando vou às compras levo sempre a lista comigo.
 
Sei de antemão que me vou deparar com alguns problemas e talvez o maior deles seja lidar com o stress de precisar e não poder comprar, porque a verba é pequena.
Outra situação que também já identifiquei é que os saldos, infelizmente, não são de todo para mim: não sei comprar nos saldos, são compras que correm sempre mal e eu apaixono-me sempre pela nova coleção.
Também sou daquelas que tem gosto de rica e carteira de pobre. Ai senhores, já perdi conta às vezes que vou às compras e só gosto de coisas que definitivamente estão fora do meu alcance. Devo informar que a minha wishlist cresce a olhos vistos. :-)
 
Este, portanto, promete ser um ano de renovação, de aprendizagem, de evolução.
Vamos ver como corre...

quarta-feira, 1 de janeiro de 2020

Adeus 2019!!! Olá 2020!!!


2019 terminou!!
E com ele terminou um ano em que a palavra de ordem foi, sem dúvida, TRABALHO!
Trabalho, trabalho e mais trabalho…
Foi um ano em que a organização de tempo deixou muito a desejar.
Foi um ano em que deixei de parte coisas de que gosto muito. O blogue, os crafts, a poupança e organização, as leituras…
Foi um ano de muitas aprendizagens e crescimento profissionais.
Mas foi igualmente um excelente ano porque, acima de tudo, houve saúde.
2020 será e terá de ser diferente.
Terá de haver mais poupança e, obrigatoriamente, mais organização.
Terão de haver mais leituras e mais crafts.
Terá de haver mais tempo, mais descanso e mais passeio.
Assim sendo defini que para 2020 as palavras de ordem serão:

Eu, Crafts & Books e Organização & Poupança.
Eu - colocar-me em primeiro lugar; concentrar-me nos meus objetivos, gostos, na minha pessoa;

Crafts & Books - retomar os hobbies que me por motivos profissionais e de falta de tempo ficaram algo abandonados;

Organização & Poupança - em 2020 terminará uma enorme dor de cabeça. Logo é tempo de reorganizar as finanças, gerir melhor o meu tempo, de forma a poder dedicar-me mais ao que me dá prazer.

E você definiram algumas palavras para 2020?