domingo, 18 de março de 2018

Shopping on-line



Ao contrário de muitas pessoas eu não sou particularmente fã de comprar on-line em lojas a que posso aceder fisicamente. Aquilo não me inspira muita confiança!
Concordo que é muito prático estar com o portátil  no colo, no quentinho do sofá a viajar pelas lojas on-line e a comprar. Mas eu prefiro bater perna no shopping, perder tempo por lá e poder na hora experimentar, tocar nas coisas e avaliar de uma forma mais correcta o produto. Isto para não falar dos empregos que se perdem se desatarmos todos a comprar só on-line.
No entanto, não há como experimentar para poder falar e hoje venho contar-vos como foi a minha primeira vez pelo shopping on-line.
Para início de conversa vou já dizer que não fiquei fã! E tão cedo acho que não me voltam a apanhar numa.
Tudo aconteceu n final do ano passado, quando me vi sem uma única mala, porque as que tinha  estragaram-se ao mesmo tempo. Vai daí num dia ao fim do trabalho, depois de tanto ler sobre as maravilhas do shopping on-line decidi que poderia experimentar.
Logo que me deparei com um problema: a forma de pagamento ser maioritariamente com cartão de crédito. Ora para quem não tem fica logo ali impedida de comprar.
Decidi então dedicar-me às marcas portuguesas e aí já tive mais sorte, porque havia a possibilidade de referência multibanco e eventualmente levantar a encomenda e até pagar na loja.
Assim sendo, "ataquei" entre outras lojas a Lanidor, onde acabei por comprar as duas malas das fotografias abaixo.
E foi quando as recebi que me lembrei de outros porquês de não gostar de compras on-line:
  • os prazos de entrega que não são cumpridos- eu sei que estávamos na altura do Natal, mas se não conseguiam cumprir não publicitavam 3 dias para entregar, quando depois levaram mais de uma semana a enviar o email para eu me dirigir à loja para levantar a encomenda e eu ainda tive de ir à loja confirmar se a encomenda estava realmente feita;
  • o teste do material - no caso da mala bordeaux correu muito bem, o preço vs qualidade da mala é relativamente bom, no caso da mala camel não. Em loja eu nunca teria comprado uma mala destas pelo preço que foi. Não vale de todo o preço que pediram (o que vale foram os descontos aplicados que animaram mais a minha alma!)




 
E vocês têm o hábito de comprar on-line?

5 comentários:

  1. Não tenho habito de fazer comprar online.
    Mas digo-te já, que adoro a mala camel, é linda :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ela bonita é, mas em cerca de três meses de utilização já parece que tem anos de utilização. :-(

      Eliminar
    2. Oh, que pena :( assim, realmente não compensa.

      Eliminar
  2. Aqui somos o oposto: não só cada vez compro (proporcionalmente -- não quer dizer que ande mais consumista; pelo contrário, estou a tentar combater isso ao máximo) mais online (não gosto *mesmo* de ir às compras, ir a lojas, etc.), como ainda por cima cada vez compro mais coisas em formato digital (livros, audiobooks, filmes, comics, música, jogos, etc.). Acho que a minha casa já tem árvores mortas e plástico a mais. :)

    Mas, como disse, neste momento a ideia é mesmo reduzir tudo, seja digital ou físico. Ainda assino uma coisa ou outra, mas já resisto a "este livro/comic/jogo parece mesmo fixe." :)

    ResponderEliminar