quinta-feira, 21 de junho de 2018

Viver com pouco # 14: Avaliação semestral

A cada seis meses gosto de reavaliar a situação das minhas finanças. Das minhas poupanças.
Este ano estava bastante contente, pois tinha conseguido todos os meses colocar 25% do meu rendimento na poupança, religiosamente. E sem mexer nele. E isso deixava-me muito contente.
Contudo, em Junho por circunstâncias da vida tive de recorrer à poupança. No entanto, não me deixou remorsos ou triste, porque na realidade fiquei bastante contente, pois precisei do dinheiro e como o tinha poupado, pude fazer face às despesas imprevistas.
Paz de espírito acho que foi o que senti, pois tive uma emergência financeira e como poupei tinha dinheiro para a cobrir. Motivo pelo qual devemos sempre poupar: não sabemos o dia de amanhã.
Houve então que parar, realinhar os chacras e definir novos objectivos.
Assim decidi várias coisas:
  1.  que até ao final do ano tenho de aprender a ser mais rigorosa e focada com o meu orçamento mensal e na forma como gasto o meu dinheiro. Afinal, tenho de correr atrás do prejuízo. :-)
  2. decidi regressar ao sistema de envelopes para o dinheiro que tenho para o mês. A minha luta para aprender a controlar este valor e aprender a gastá-lo de uma forma mais inteligente;
  3. fazer uma limpeza semanal nas moedas para ajudar a alimentar o meu porquinho mealheiro que este ano anda muito esquecido.
Para me ajudar em tudo isto decidi igualmente rever a minha agenda, a forma como está organizada, aforma como eu me organizo... os objectivos... etc.

Depois de uma crise do meio do ano, Julho é o mês do (re)começo!!

4 comentários:

  1. É muito bom ter uma almofada de emergência, e realmente o ficares contente com o facto de teres dinheiro "disponível" em poupança é bom, foi poupado por ti, sendo preciso, foi usado.
    E é como dizes, não sabemos, mesmo, o dia de amanhã.
    Bom alinhamento para Julho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É por isso todos os meses não me importo de fazer o esforço de poupar. Já por várias ocasiões pude comprovar que é importante é que não sabemos o dia de amanhã :-)

      Eliminar
  2. Efectivamente, a sensação de, numa emergência, estarmos preparados e não ser o "fim do mundo" é bastante boa; faz-nos sentir adultos e responsáveis, o que (pelo menos no meu caso) até há pouco era uma sensação rara. :) Parabéns, estás claramente no bom caminho.

    ResponderEliminar